Arquivo para dezembro, 2011

Posted in as coisas on dezembro 20, 2011 by meuparedro





Depois de tantos dias
vendo o sol ser rotineiramente arremessado
para algumas horas depois afundar de novo,
ficou difícil ver razão na correnteza das coisas.
A vida vai e vem e não permite certezas;
os começos cada dia mais distantes,
a qualquer momento começam os finais.
Ano-novo.
Sempre a sensação de borbulha quase explodindo,
de vai-ser-agora.
Momento tão desarrumado,
cheio de ecos do passado que gritam e correm
e se misturam com as expectativas do futuro.
Dias inquietos como crianças no escorregador.




Posted in Uncategorized on dezembro 13, 2011 by meuparedro





Você é capaz de se dar conta
de que o seu rosto é o que há de mais perfeito ?
Que, quando estamos juntos, nós flutuamos no espaço ?
Que é justo que a felicidade ás vezes faça chorar,
porque tudo o que conhecemos vai desaparecer um dia.
Por isso, em vez de passar os dias dando adeus,
Deixe o mundo saber que você entende que a vida passa rápido
e é difícil fazer as coisas boas durarem.
Que não é o sol que se põe,
o escuro não passa de uma ilusão
causada pelo mundo que não pára de girar.



(Adapt. Flaming Lips )

Posted in Uncategorized on dezembro 6, 2011 by meuparedro




Às vezes eu retraço o momento,
sentado no escuro, observando meu sonho arder.
Sabendo que não havia nada que pudesse fazer.
Que, de qualquer maneira, tinha que acabar assim.

Fomos sempre tão intensos, fora de controle.
Nunca soubemos como lidar com isto.
Sempre machucando um ao outro.
A violência
e a pena.
Batendo minha cabeça contra a parede,
desejando morrer.

E foi minha a idéia.
Eu quis provar a mim mesmo que podia viver sem você.
Você estava correndo para longe, deixando de acreditar,
sendo capaz de me ver como eu realmente era…
Em chamas.