A clareza não vem fácil.
São as descobertas que fazemos durante a tempestade
que permitem que a dor faça sentido.
Devagar, vou entendendo os medos que já não me metem medo.
Andar por aí sem pensar no que deu errado,
retomar a vida como era antes.
As noites voltam a viajar na velocidade da lua.
Sinto estar chegando ao ponto de me fazer entender
porque a meus olhos,
já me entendo.




Anúncios

Uma resposta to “”

  1. a água gera umas epifanias… e nenhuma regressão é tão evolutiva quanto o ponto 0.

    beijo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: