O dia é manso,

como que tentando camuflar a escuridão no ar.

Quanto está para chover, o tempo pára.

* Tá feio o céu, hein ?
* Não tá não.

Eu afundo a cara no livro e finjo ler. As letras embaralhadas.

Estou escuro também, eu faço parte da camuflagem.

* Que horas são ?

Mostro o pulso vazio. Quando está para chover, eu páro.

Quem já viu todos os sapatos do metrô sabe que a tragédia é iminente

* Dá licença ?

O tempo rui. Quando está para chover, o tempo desaba, sem uma gota d´água.

* Guarda-Chuva, só dez reais !

Quem pisa nas poças sabe do que eu estou falando.

As folhas das árvores anunciam que não existem mais segredos.

A sinfonia começa.

* * * *


Parceria com a




Anúncios

2 Respostas to “”

  1. Esse me deixou parada, na iminência de.
    Ar parado.
    Até para a dor.

    **Estrelas**

  2. Não é que o tempo que faz aqui em Sp me ajudou a lembrar? Folhinha por folhinha da árvore da frente esperando, valentes como sempre, a tempestade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: