Existe um momento em que nada parece real.
Ruas vazias, portões trancados, janelas mortas.
A hora trêmula da noite.
E se você quiser saber como eu me sinto,
estou só me deixando levar
olhando o tempo
e conjugando imagens em um labirinto imenso.
O momento em que todas as perguntas
parecem conter as respostas em si mesmas.
Eu e minha velha cabeça no limite da incoerência
desejando estupidamente que você pegue o telefone
e torne tudo, de repente,
perfeito.
E se você perguntar para onde eu vou agora,
o que farei da minha vida,
o que posso dizer é que ainda não sei.
Minha única vontade é permanecer longe do chão
na insensatez
desta hora
da noite.



Anúncios

4 Respostas to “”

  1. ..e quando entes queridos se vão? normalmente o coração se fecha e, se desculpas peço… e se não aceitas? então será em vão. tristeza monstra … não posso com ela.

  2. terras de nenhú Says:

    Pegue a pedra do coração e atire no rio da viagem.
    Coloque um aviso de “livre”…
    Amanheça!
    Toda a noite é obrigada a amanhecer.

  3. besourando longe do chão,
    perto do que a nuvem rouba da tua colina!

    beijos elétricos!

  4. “Quando nada acontece há um milagre que não estamos vendo’

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: