Não tenho conseguido ver o céu.
Fico pensando
se seria o preço por ter aprendido a me controlar.
Agora
não sei mesmo dizer
se são veias ou rios correndo por baixo da minha pele
fluindo através de grandes espaços
onde rostos e vozes jazem enterrados
e pequenas criaturas
sussurram
o teu nome.




Anúncios

3 Respostas to “”

  1. um dos meus professores de psicanálise disse, certa vez, que nosso psiquismo é um grande cemitério. que nos estruturamos sobre a perda e a evocamos a vida toda sob a forma de fantasmas e “cadáveres”.

    achei isso muito triste.

  2. Gil, querido..

    essa frase me diz tanto… mas tanto…
    nem sei se foi no que vc pensou, mas ela me diz muito muito!

    “Não tenho conseguido ver o céu.
    Fico pensando
    se seria o preço por ter aprendido a me controlar”.

  3. A humana capacidade do reconhecimento que o poema intensifica. Realmente diz muito, tanto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: