Ah estar vivo numa manhã como essa.
As margens do lago, descalço, calças enroladas.
Levando na mão meus velhos tênis.
Flocos de sol dissolvem as últimas teias de gelo.
Sussurros e ressonâncias naturais,
pedras que seguem caminhos tortuosos.
O ar gelado libertando coisas em meus pensamentos.
A música das águas, a música do corpo.
O cheiro do sol nos barrancos.
Eu juro fidelidade a tudo isso.

Eu juro fidelidade ao Reino da Montanha
e ás formas de vida que o compõe.
O ecossistema, a diversidade,
o pequeno universo sob o sol
onde cada elemento convive em harmonia.




Anúncios

3 Respostas to “”

  1. e eu nem conheço a montanha ainda. porra!

  2. *lindo.

    **Estrelas**

  3. no tempo da montanha, quase que um buraquinho por onde eu enfim desapareço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: