Eu falo no passado e seus olhos brilham
como uma tela de cinema.
As cenas favoritas, datas e imagens musicais.
Nosso orgulho de ter vencido os desencontros.
Eu falo no futuro e ela desenha com o dedo no ar:
uma praia e o dia inteiro só para nós.
Eu falo no presente e ela me beija no rosto
e me perdôa.





Anúncios

3 Respostas to “”

  1. Saudades do que a leitura dos seus poemas me causa. Essa ternura…. 🙂
    Sem mais a acrescentar, tomada pela vontade de outros versos, que ainda não li, deixo meu sorriso.
    Beijos,

  2. Nossa Gil, fazia tempo que não lia seus trilhos
    Beleza surpresa em momento de estranha clareza
    Lendo me fez lembrar de um monte de dores
    Poesia sempre foi uma escrita muito pessoal e dura para mim
    Mas finalmente consegui entrar em sintonia com seus textos
    Talvés eu esteja com uma sensibilidade daqueles dias
    Os picos de criação e energia as vezes vão e me gastam, demais
    Voltei a nadar e isso me trouxe uma nova fonte de poder
    Lendo suas palavras me lembrei de um tempo em que escrevia uma poesia pensada por dia e enviada com selo para uma luz dos olhos meus
    Todo dia.
    Mas passado… foi legal viver essa intensidade máxima, numa época sem e-mail, sem cam, sem tantas destas formas banais que temos hoje.
    Um envelope por dia com uma poesia e um cheiro
    A Telepar das 00 as 06 durante a semana…de sábado 14 as 06 de segunha.
    Abraçooo Brotha

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: