Pensar demais é ficar parado enquanto as coisas,
e depois querer explicar.
Eu vivo em conflito com minhas palavras pensantes.
Elas vêm aos borbotões e me cercam e me confundem
da forma mais estúpida.
E eu sei, são apenas pequenos eus tentando enganar o tempo.
Fantasmas tagarelas que me usam, me dirigem, me perdem.
Vontade de costurar essas minhas bocas, sufocar seu palavrório.
Peço perdão pelas vezes em que fugi do assunto.
E claro, por essa mania de complicar o que quem sabe,
pela primeira vez,
seja de alguma forma
simples.





Anúncios

6 Respostas to “”

  1. Tão incontrolável

  2. é a hidra.

  3. Pattricia Says:

    Adorei esta frase: “Vontade de costurar essas minhas bocas, sufocar seu palavrório.” <<>>porém como bem, como disse: seja simples…

    🙂

    Pattricia

  4. ficcaobarata Says:

    Sinistros são os dias.

  5. sempre tive dúvidas sobre o meu paredro. quer dizer. o meu paredro.

  6. eu me perco nelas, “não vá se perder por aí”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: