Estes dias me ensinam a natureza do necessário.
Que não basta ser, que querer não é quase nada.
As verdades que pareciam imunes ao tempo
secam ao sol
finalmente duvidosas.

Eu ando pelas calçadas
e insisto em sonhos ultrapassados.
Subo as ruas da minha vida procurando
por um pouco de caos mas não há acidentes no céu,
os dias são tão normais.
As mais velhas ilusões
desapontam-se na esteira dos dias.
Talvez seja a hora de aprender
aquilo que nunca foi
em mim
uma forma de levar.





Anúncios

3 Respostas to “”

  1. as vezes tenho a impressão
    que a gente passa a vida
    tentando aprender,
    sem aprender nada…

    mas jamais deixe
    os dias passarem em branco,
    não faças isto
    porque esta punição, nem o pior do seres
    merece.

  2. Pattricia Says:

    Nossa que imagem mais bonita “As verdades que pareciam imunes ao tempo/secam ao sol/finalmente duvidosas” fico, imagino as verdades secando e só assim revelarem a dúvida…amei…

    Valeu o comentário lá no blog…sim de vez em quando verde e úmida.:)

  3. gosto de voltar aqui
    é sempre como reler pedaços do seu livro predileto…

    hoje estive pensando:
    eu não escrevo,
    vomito angústias.

    mas os últimos acontecimentos tem me feito um tanto dramática.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: