Abrigado no conforto da minha página preta, eu construo cidades de
palavras. Frases intermináveis, longas lágrimas translúcidas. Amparado por minhas palavras, aprendendo com minhas próprias palavras, não é irônico ?
Camuflado no silêncio da página preta, vou girando o caleidoscópio.
Misturando o dentro e o fora, cultivando meus fantasmas.
19 de maio, seis anos de paredro. Criança ensimesmada que ama sua
estranheza, na bagunça da imprecisão dos sentimentos. Aprendendo a viver, com vocês. Obrigado.




Anúncios

5 Respostas to “”

  1. Parabéns página preta 🙂

  2. nhái.
    parabéns.

  3. uma salva de palmas a essa preta página onde aprendemos sempre.

  4. Nesse tempão que também me abrigo no conforno de multicores páginas de blogs em que escrevi – mergulhada em imprecisos sentimentos, ensimesmada com minha própria estranheza de sentir, criança, criança -, navegar pelo paredro constitui-se recorrente alegria! Vida longa ao blog, que de longa data, entre ausências e permanências, acompanho! Parabéns!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: